VLibras O conteúdo desse site pode ser acessível em Libras usando o VLibras.
A+ A-

Sobre

2a Mostra de Arte Sensorial e Inclusiva

As diversas formas de apreciar a arte por meio dos sentidos.

Sobre o projeto

Com financiamento e patrocínio do FAC (Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal) e apoio do Centro Cultural Banco do Brasil, da Embaixada da Eslovênia em Brasília e da Universidade de Brasília (UnB), a SENTIR – 2ª Mostra de Arte Sensorial e Inclusiva convida companhias de teatro e dança que, com seus espetáculos, ultrapassam paradigmas das formas ditas normais de expressão e de percepção da arte.

As obras fazem refletir sobre a questão do corpo com deficiência e desafiam os limites que os sentidos possuem independente da importância que cada um tem para cada indivíduo. Os espetáculos são capazes de mostrar que a pouca acuidade ou a ausência de determinado sentido pode intensificar a potencialidade poética da obra e não ser apenas um obstáculo para a sua percepção.

A SENTIR - 2ª Mostra de Arte Sensorial e Inclusiva, a ser realizada no Centro Cultural Banco do Brasil, em Brasília, contará com 10 apresentações de espetáculos de Artes Cênicas e Dança executados por uma companhia do Distrito Federal (Projeto Pés), uma do Rio de Janeiro (Escola de Gente – Os Inclusos e os Sisos), duas de São Paulo (Marcos Abranches e Grupo Sensus) e uma da Eslovênia (Barbara Pia Jenič). Além dos espetáculos, será realizada uma oficina de dança para pessoas com ou sem deficiência, além de uma palestra e uma mesa de debate sobre arte, deficiência e inclusão.

A proposta é apresentar diferentes perspectivas de produção artística e alternativas de vivenciar a arte por meio de experimentações sensoriais inusitadas. São espetáculos que desafiam os paradigmas do corpo, que podem ser "vistos" a partir da sonoridade, "ouvidos" pelo olfato, "escutados" por meio do silêncio dos gestos.

Todo o projeto em sua extensão contempla ações de acessibilidade cultural. A SENTIR prevê em todos os espetáculos tradutores em libras para deficientes auditivos e audiodescritores para deficientes visuais com rádios para transmissão simultânea, acessibilidade estrutural para cadeirantes, impressão de folder em braile, produção de site com recursos de acessibilidade e um monitor responsável pela integração do público com os espetáculos. De acordo com dados da CODEPLAN, cerca de quase um quarto da população possui algum tipo de deficiência. São 22,23% dos habitantes do Distrito Federal.

A ideia, além de promover as ações de acessibilidade, é fazer interagir diversos públicos e artistas com ou sem deficiência e mostrar que a arte deve ser produzida e consumida por todos, independente de limitações físicas ou sensoriais.

Serviço

SENTIR – 2ª Mostra de Arte Sensorial e Inclusiva

13 a 17 de dezembro de 2017

• Entrada gratuita para todas as atividades mediante retirada de senha, a partir de uma hora antes do espetáculo, na bilheteria do CCBB.

• O CCBB possui acessibilidade estrutural e todas as sessões são inclusivas, com oferta de libras, tradução simultânea e monitor para orientação para pessoas com qualquer tipo de deficiência.

Locais de realização da SENTIR

Centro Cultural Banco do CCBB Brasília (SCES, Trecho 02, lote 22)

Tel.: (61) 3108-7600

Funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 21h

• Campus Universitário Darcy Ribeiro (UnB)

Faculdade de Ciências da Saúde (FS)

Auditório 01

• PROMODEF

Estação da Cidadania Metrô - 112/212 Sul

Equipe

Idealização: Everton Pereira e Luis Flávio Luz


Curadoria: Luis Flávio Luz


Direção Geral: Aline Cardoso


Coordenação de Produção: Jenny Choe


Coordenação Institucional: Kaká Carvalho

Coordenação de Comunicação: Kaká Carvalho

Assessoria de Imprensa: Luis Flávio Luz


Coordenação de Acessibilidade: Bárbara Barbosa

Coordenador Acadêmico e Pedagógico: Everton Pereira

Coordenação Técnica: Emmanuel Queiroz

Produção Executiva: Francisco Pessanha


Assistente de Produção: Valéria Cardoso Correia e Amanda de Oliveira

Equipe de Montagem / Desmontagem: Trupe do Cerrado


Projeto Gráfico: Ygo Anderson


Design Gráfico: Pedro Mota


Web Master: Brunno Breda


Videomaker: Jose luiz Asevedo

Imprensa